12.8.11

Palavras tão comuns (Amanda Rodrigues)

Esta linda canção que vou postar abaixo é de autoria da minha filha, Amanda Rodrigues. Não tenho palavras para expressar a felicidade que sente uma mãe quando ouve algo assim. Ela é o meu alecrim dourado (música que eu a ninava ainda bebezinha).

E algo interessante aconteceu quando eu estava grávida dela, que vou registrar aqui. Certa vez, aproximou-se uma senhora, conhecida há tempos de nossa família, mulher piedosa e de oração e veio a orar por mim. Ao acabar de orar, ela me disse que a Amanda era separada por Deus para louvar o nome dEle.

O tempo passou e eu me esqueci disso, até que quando ela estava com três anos, cantou um antigo louvor de letra nada fácil, O rosto de Cristo, de Feliciano Amaral e foi aí que meu queixo caiu e eu me lembrei da irmã que havia orado por mim.

Desde então, a vida e o suspiro da Amanda tem sido se envolver com música e música e música. Não é nada fácil criar um músico, porque o músico é um ser diferente, que só pensa em música, nada mais. E o que mais a Amanda fazia era batucar, pensar ritmo e todo esse universo...rs...

Não havia colocado aqui antes, porque ainda não estava registrada, mas agora, de vez em quando colocarei canções dela por aqui, se ela me permitir, claro! Ela é tímida demais...

Já vou avisando que a produção está amadora, porque ela a fez precariamente, mesmo assim a canção é especial e dá pra ver que Amanda nasceu para isso. E não é coisa de mãe, não!...rs....

Acreditem ou não, mas "Foi meu amor, que me disse assim, que a flor do campo é o alecrim!"


Palavras tão comuns (Amanda Rodrigues)



2 comentários:

Rubinho Osório disse...

Que emoção ter uma artista, tão sensível e delicada como Amanda, como filha!!! Parabéns a ela!!!

Georgia disse...

Pois eu achei tudo maravilhoso.

Como vcs estao? Saudades de vc amiga.

Te desejo uma semana de bencaos e vitórias.

Beijos