22.9.08

Tempo

Não estamos de férias (quem dera!!!...). Estamos sem tempo mesmo. Já, já volto!!!

Image Hosted by ImageShack.us
O Tempo (Mário Quintana)

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

Um comentário:

Volnei disse...

Lembro de quando encontrava Quintana andando pelas ruas aqui de Porto Alegre. Ele adorava a Praça da Alfândega. Ah...andei por aqui, dia desses e copiei as pérolas do ENEM, não sei se as frases, ou seus adendos no final de cada uma, me fizeram rir mais.