22.2.10

Sobre espinhos e a Graça que Basta

Ao longo das postagens no bloguinho, tenho conhecido pessoas especiais e, talvez, este seja um dos principais motivos de gostar de escrever. É maravilhoso fazer contatos assim e mais uma surpresa dessas aconteceu: recebi um email muito amigável da Ivonete Ferrari, uma paranaense, moradora em Belém, e que também possui um blog chamado "Diário da mãe de um anjo".



Em seu diário virtual, ela compartilha os sentimentos múltiplos, vividos do fundo da alma de uma mãe que perdeu aos doze anos de idade, seu único filho, Gabriel. Difícil não se comover diante de suas letras. Fácil perceber a enorme força diante de tal dor. Ela também conta que 0 seu desejo de escrever no blog é para poder “ajudar pessoas que perderam um ente querido".

poucos dias, Ivonete colocou um contador na página e foi surpreendida com uma visita média/dia de 200 pessoas, em que muitas delas se solidarizam, compartilham, comentam e desabafam o mesmo sentimento de saudade. Futuramente, ela pensa em pôr as vivências que são adquiridas ali num livro.

Quando penso no tema, lembro-me do menor versículo encontrado na Bíblia
: "Jesus chorou", que foi escrito por ocasião da morte do amigo querido de Jesus, chamado Lázaro. Naquele momento, o Mestre havia sentido a dura realidade causada pela morte, a dor da perda, da separação e da saudade.

E é um consolo divino saber que neste sentimento tão terrível não estamos desamparados, porque o próprio Deus encarnado chorou. O próprio Deus encarnado conheceu esta dor. Por isso, Ele sabe e entende p-r-o-f-u-n-d-a-m-e-n-t-e o que se passa dentro do coração de quem a sente.

Particularmente, poderia compará-la a muitos espinhos, dilacerando a alma, mas como Jesus também conhece sobre espinhos, basta-nos a sua bendita Graça.

A canção Espinhos do Grupo Logos, que gosto muito, retrata de forma mais completa o que tento transmitir e a deixo aqui para todos nós, que convivemos com os espinhos diários da caminhada, e para querida Ivonete Ferrari, que nos finaliza com as seguintes palavras "a dor é muito forte, mas minha fé é maior, muito maior."










Um comentário:

Kakah* disse...

Oláá
auauhauha
Gostei do post..
Bjinhuss