21.5.10

Ah, Paris - o retorno


Volteiiiiii!! É eu sempre volto!

Confissão:

Sempre tive pensamentos convictos e esquisitos...hehehehe...confesso!... Afinal, eu sou normal, e um deles era..."só viajaria para outro país depois que conhecesse o Brasil".

Só que tenho aprendido, que pensamentos, convicções e esquisitices podem ser mudados à hora que desejarmos, e a minha mente, como manda-chuva do meu corpo, tem vontade de conhecer junto a uma curiosidade infinita. E assim, troquei de pensamento...hehehehe...agora a viagem que cair na rede é peixe!

E foi assim que me apaixonei por Paris. Deixo minhas impressões, curiosidades e fotos de forma bem prática e resumida. Porém não vou falar de Paris, principalmente, porque ela é tudo o que se diz e mais um pouco; mas sim dos parisienses...

- parisienses não nos foram carrancudos ou mal humorados, pelo contrário, fomos bem tratados. E olha que me coloquei no lugar deles; como deve ser complicado dividir a cidade com milhares de turistas e culturas o ano inteiro. Alguns tiveram a gentileza de aguardar tirarmos nossas fotos;

- parisienses gostam de cachorros e não catam suas caquinhas;

- parisienses gostam de tomar café no frio sentados no terraço de uma cafeteria;

- parisienses são cultos;

- parisienses não lavam a mão quando saem do banheiro, ao ponto de o governo lançar uma campanha pública nos meios de comunicação para tal;

- parisienses são elegantes, não usam jeans claros e não gostam de sobretudo vermelho. Há uma elegância discreta, com exceção da primeira-dama Carla Bruni, que ama se exibir;

- parisienses se matam. Há uma onda crescente de suicídios no país;

- parisienses são educadíssimos. É bonjour, bonsoir, sil vou plait, excusez-moi, merci beaucoup e pardon em todos os locais. Se você aprender somente a falar isto, todas as portas se-lhe-abrem. Voilá!!!

- parisienses amam a gastronomia (uma arte à parte) e odeiam fast-food...só vi uma loja pequena na Galerie Lafayete;

- parisienses são magros, mas a geração mais nova, está bem mais cheinha;

- parisienses fumam demais. Coisa incrível!!

Estas foram as minhas observações e quanto a Paris, em tudo o que visitamos, a grandeza de Versalles é de beleza sem igual. E o Museu do Louvre me trouxe algumas sensações diferentes e até ruins, apesar de toda cultura, história e conhecimento inseridos nele. Mesmo assim fiquei encantada diante de duas obras: "Psiquê e Eros" e Nike de Samotrácia.

Como tirei foto até de bueiro francês, como costumo dizer, o próximo post será só de fotos...au revoir, mes amis!!

5 comentários:

Raquel Oliveira disse...

Oi Chris, é a primeira vez que acesso seu blog. Pra falar a verdade, não sabia que você tinha um (rs)
Mas vamos ao que interessa...
Meus parabéns! Você escreve muito bem e com tanta sensibilidade, que nos faz viajar nos seus pensamentos e impressões. Você descreveu Paris de uma maneira belíssima.

Um Beijo!!! Amo você!!!

Raquel

Rubinho Osório disse...

Aguardo as fotos.
Gostei da miniatura de torre, da foto. Onde comprou? :)

Chris Rodrigues disse...

Se estivesse à venda, acho que entraria na fila e parcelaria no cartão...hehehehehehe

Fábio Adiron disse...

Paris, já dizia Hemingway, é uma festa...

Georgia disse...

Chris, nós também gostamos demais dessa cidade que é iluminada. Acho também que os franceses têm muita paciência com os turista que invadem sua cidade. E isso todos os dias no ano.

Ainda bem que vc mudou de idéia...

Bjao e boa semana